Nono Passo

 

ORAÇÃO PARA O NONO PASSO


PODER SUPERIOR, peço-TE a atitude correta para fazer minha reparações, sempre tomando cuidado para não prejudicar os outros durante esse procedimento. Peço tua orientação para fazer reparações indiretas. O que é mais importante: continuarei à fazer reparações, mantendo-me sóbrio, ajudando os outros e progredindo espiritualmente.

 

 

FIZEMOS REPARAÇÕES DIRETAS À TAIS PESSOAS, EXCETO QUANDO FAZÊ-LO PUDESSE PREJUDICÁ-LAS OU À OUTRAS.


Este Passo não deve ser evitado. Se assim o fizermos, estaremos reservando, em nosso programa, um espaço para recaída. Às vezes o orgulho, o medo e a procrastinação parecem uma barreira intransponível; obstruem o caminho do progresso e do crescimento. O importante é partirmos para ação, e estaremos prontos para aceitar as reações das pessoas que prejudicamos. Fizemos as reparações o melhor que podemos.
É essencial escolhermos o momento certo deste passo. Devemos fazer as reparações quando as oportunidades aparecerem, exceto quando faze-lo possa causar mais prejuízo. Às vezes, não podemos realmente fazer as reparações, por não ser possível nem prático. Em alguns casos, as reparações podem estar além dos nossos recursos. Descobrimos que a boa vontade pode substituir a ação, quando não for possível entrar em contato com a pessoa que prejudicamos. Entretanto, jamais devemos deixar de entrar em contato com alguém por constrangimento, medo ou procrastinação.
Queremos nos livrar da nossa culpa, mas não queremos faze-lo à custa de outra pessoa. Podemos correr o risco de envolver uma terceira pessoa ou alguém companheiro dos tempos de ativa, que não queira ser exposto. Não temos o direito nem a necessidade de colocar outra pessoa em apuros. É necessário, freqüentemente; receber a orientação de outras pessoas nestes assuntos.
Recomendamos entregar nossos problemas legais a advogados, e nossos problemas financeiros ou médicos à profissionais. Aprender à viver bem é, em parte, aprender quando precisamos de ajuda.
Em alguns relacionamentos antigos, ainda pode existir um conflito não resolvido. Fizemos a nossa parte para resolver velhos conflitos através das reparações. Queremos nos desviar de mais antagonismos e de contínuos ressentimentos. Em muitos casos, nós poderemos procurar a pessoa e pedir-lhe, humildemente, que compreenda os nossos erros passados. Às vezes, será uma ocasião de alegria, quando velhos amigos ou parentes se mostrarem dispostos à abrir mão da sua amargura. Pode ser perigoso procurar alguém que ainda esteja magoado com os nossos desacertos. Pode ser necessário fazer reparações indiretas, quando as reparações diretas não forem seguras, ou puderem ameaçar outras pessoas. Fazemos as nossas reparações o melhor que podemos. Tentamos lembrar que fazemos as reparações por nós mesmos. Em vez de nos sentirmos culpados ou com remorso, nós nos sentimos aliviados do nosso passado.
Aceitamos que foram as nossas ações que causaram a nossa atitude negativa. O Nono Passo ajuda-nos com a nossa culpa e ajuda os outros com a sua raiva. Às vezes a única reparação que podemos fazer é nos mantermos limpos. Devemos isso à nós mesmos e às pessoas que amamos. Não estamos mais fazendo confusão em sociedade por causa do nosso uso. Às vezes, a única maneira de fazermos reparações é contribuirmos para a sociedade. Agora estamos ajudando nós mesmo e à outros dependentes que ser recuperam. Esta é u ma enorme reparação à toda a comunidade.
No processo da nossa recuperação, somos devolvidos à sanidade, e parte da sanidade, é, de fato, o relacionamento com os outros. Com menos freqüência, encaramos as pessoas como uma ameaça à nossa segurança. A verdadeira segurança vai substituir a dor física e a confusão mental que vivemos no passado. Com humildade e paciência, procuramos as pessoas que prejudicamos. Muitas da pessoas que nos querem bem podem relutar em aceitar a realidade da nossa recuperação. Temos que lembrar da dor que conheceram. Com o tempo, muitos milagres vão acontecer. Muitos de nós, que estiveram separados de suas famílias, conseguiram reatar relações com elas. Vai se tornando mais fácil para elas aceitar a nossa mudança. O tempo fala por si. A paciência é uma parte importante da nossa recuperação. O amor incondicional que experimentamos vai rejuvenescer a nossa vontade de viver e, para cada atitude positiva da nossa parte, haverá uma oportunidade inesperada. Uma recuperação exige muita coragem e fé e o resultado é muito crescimento espiritual.
Estamos nos libertando dos destroços do nosso passado. Vamos querer manter a nossa casa em ordem, praticando um contínuo inventário pessoal no Décimo Passo.

Voltar